quero ser minimalista!

04/10/2016
Ao contrário do que muitos pensam minimalismo não é só um modo de decorar a casa. Minimalismo é um estilo de vida. Um estilo de vida que ensina que não precisamos de muito para sermos felizes, mas que precisamos apenas do suficiente. O minimalismo não ensina a não consumir, mas ensina que devemos consumir com consciência!

Tenho lido muitos blogs e os que se tornaram meus favoritos por esses últimos dias são aqueles que existem com intuito de nos mostrar que é possível ter uma vida mais leve! Que é possível ter uma vida sem tantos luxos desnecessários. Então comecei a observar... E meu amigo, vou te falar uma coisa: tenho várias roupas que guardo porque penso "vai que surge uma oportunidade para usar" - só que não vai surgir. Tenho vários sapatos que não uso, tenho sandálias de salto e detalhe: não uso salto alto. Tenho vários e vários livros guardados que tenho certeza que não vou ler nunca mais. Então tomei a decisão mais importante da minha vida, talvez. Vou ser minimalista. Não vou amontoar coisas que eu sei que não vou usar.  Sabe aquelas tralhas que guardamos em caixas que pensamos: um dia vai ser útil? Existe uma grande possibilidade de caso ela esteja sem uso a mais de seis meses, de você nunca mais usá-la. É radical? Sim. Tenho grandes chances de fracasso? Sim. Vou tentar do mesmo jeito? Sim.


Para as amigas que se encantaram com a ideia, e que querem conhecer um pouco mais, indico os seguintes blogs:

  

O que posso adiantar para vocês é que: já comecei a desentralhar! Separei os livros que quero daqueles que provavelmente nunca mais vou ler (esses vou vender em algum sebo), doei todas as minhas sandálias de salto (mantive uma para usar em ~casamentos e formaturas~), me livrei de vários sapatos e roupas que já não usava mais... Comprei toalhas novas e me livrei das antigas que estavam uma vergonha. Estou gostando dessa vida de gastar meu dinheiro com coisas que eu realmente preciso e que muitas vezes acabava pensando: mês que vem compro isso. E nunca comprava.

Logo logo volto com mais detalhes dessa jornada!

Beijos!

21 comentários:

  1. boa sorte na sua jornada, ♥
    eu não me considero minimalista, ainda peco em MUITAS coisas por ser consumista, mas de dois anos pra cá eu melhorei MUITO. já foram limpezas e mais limpezas no meu quarto me livrando de coisas acumuladas, que me ajudaram a criar um ambiente mais ~meu e menos das tranqueiras. foram sacolas e mais sacolas me livrando de roupas e sapatos que eu não usava e desde então comprei poucas peças e venho me virando com elas. dá até uma paz interior, HAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, kah ♥

      nossa, é exatamente isso que busco, paz interior!
      acho que existem pessoas e pessoas, claro, mas não consigo ter paz tendo um monte de coisas que não uso, a cada vez que você quer escolher uma roupa para sair, olha o armário e METADE das coisas: você não quer usar porque você não gosta de usar e mesmo assim mantém ali. não consigo entender como me prendi a isso durante tanto tempo!

      Excluir
  2. QUe bacana, eu nem sabia que esse estilo de vida se chama minimalista haha
    gostei, acho até que sou um pouco minimalista as vezes haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que eu também era um pouco assim, até antes de descobrir, por motivos de: eu tinha meus ataques de limpeza e mandava sempre um monte de roupas pra doação.
      com a leitura desses blogs descobri que não é só roupa que amontoa e acaba ocupando espaço que poderia ser utilizado com coisas uteis, MAS TUDO.

      bjos e volte sempre <333

      Excluir
  3. Admiro pessoas que se arriscam a tentar algo sem medo do fracasso. Adorei sua iniciativa e sempre pensei seriamente em aderir a esse estilo de vida, mas não sei, talvez não esteja preparada ainda. Pensando por outro lado, se eu for esperar estar preparada, nunca irei aderir. Talvez depois de ler esses blogs eu me decida.

    Continue compartilhando conosco sua jornada, irei adorar ler :)
    Um abraço e boa sorte <3
    http://julietincrisis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. leia mesmo!
      o não você já tem, agora tem que correr atrás do sim!
      não é um monstro de sete cabeças e melhor que isso: pode ser algo que você pode fazer aos poucos. você não precisa de desapegar de tudo de uma vez.
      tenho algumas roupas que apesar de não usar a algum tempo, tenho certo receio de doar... então coloquei em uma caixa no fundo do guarda roupa: se algum dia eu precisar de algo está lá! se eu não mexer na caixa em 1 mês tudo irá para doação!
      achei uma tática bem legal e não é algo super revolucionador!

      um beijo e obrigada!!

      Excluir
    2. Adorei a ideia da caixa. E com certeza eu aderirei, caso eu dê pontapé inicial falarei sobre no blog.

      PS. passando pra avisar sobre o post sobre o meu bullet. Fiz a pedido seu. Mas olha direitinho que já é meu segundo post sobre o assunto. Fiquei feliz que você usa esse método. Como anda o seu?

      Um abraço.

      Excluir
  4. Vejo muita gente que confunde minimalismo com decoração escandinava ou com tudo e preto e branco, e acho que é bem o que você disse: é uma forma diferente de encarar a vida. De uns anos pra cá mudei muito o meu jeito de consumir, sempre me pergunto se eu realmente quero, se eu realmente preciso e se eu realmente vou usar antes de abrir a carteira ou de levar pra casa. Faço isso na hora de me livrar das coisas também. Se faz muito tempo que não uso ou que nunca usei, vai embora sem pensar duas vezes (pode ser roupa, arquivo no computador, papel, etc). O desapego é uma coisa maravilhosa, hahaha. Super te apoio e te desejo sorte nessa jornada minimalista. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim ♥
      você sempre inspiradora, né?
      obrigada por todo apoio e sinceramente, penso muito igual a você nessa parte do ~desapego~ a objetos, pra que vou continuar com algo na vida se sei que não é algo que me ~cabe~ mais? e que além disso pode servir para outras pessoas, né?

      obrigada ♥

      Excluir
  5. Rhay, bem-vinda ao mundo dos minimalistas! Aprecio demais quem adota isso pra vida! Há alguns meses entrei nessa onda, comecei pelas roupas e sapatos: não compro o que não for necessário, resumo: não lembro qual foi a última vez que comprei roupa ou sapato. De fato, nós não precisamos de muito para viver! Ahhhhhhhhh minhas toalhas também estão uma vergonha :s hahhaha
    Ansiosa por mais detalhes!

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada!!

      também quero chegar a esse ponto: de nem me lembrar qual foi a última vez que comprei algo.

      aliás, quero fazer aquele desafio do ~um ano sem compras~

      beijos e obrigada!!

      Excluir
  6. Ter uma vida minimalista não é um processo fácil, mas acredito que quando você tem consciência do que é e do que quer, tudo acaba acontecendo de uma forma simples e natural. Como de ser!

    Seria incrivelmente legal e inspirador que você compartilhasse conosco as suas etapas.

    Um beijo <3

    www.nossorelicario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhuma mudança radical na vida é fácil... Mas se nos acostumarmos com a rotina e nunca dermos o primeiro passo pra fazer algo diferente a vida ficaria muito chata, não?

      até agora as coisas estão ocorrendo bem, e logo volto com novidades para dividir com vocês!

      um beijo!!

      Excluir
  7. Eu penso muito sobre isso também e estou no mesmo processo. Deixar os meus dias mais leves tem sido a prioridade por aqui. No começo é um pouco difícil, mas depois a gente começa a tomar gosto por essa nova maneira de pensar e "estar mais presente" no mundo, não através de coisas, mas de atitudes mais positivas. ♥

    E vamos que vamos, que o caminho é longo! Boa sorte pra gente. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente o que eu procuro: deixar meus dias mais leves!
      já estou tomando um gosto por isso!
      logo logo volto trazendo mais novidades.


      boa sorte para nós!
      o caminho é longo mas sei que conseguiremos. :)

      Excluir
  8. Muito boa a sua iniciativa! Espero que você consiga atingir os seus objetivos, Rhay. E concordo contigo: minimalismo não é só uma forma de decorar casas e infelizmente (como tudo nesse mundo), as informações são divulgadas e interpretadas de forma errada. Vou querer acompanhar essa sua jornada!

    Acho que dei sorte na vida. Minha mainha sempre me ensinou a consumir de forma consciente, a ter somente o necessário e a respeitar o meio ambiente. E aquilo que eu achava chato quando criança, hoje eu acho um barato!

    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, meu sonho ter alguém na minha família assim, Izzy!
      Fui criada por minha avó e pensa numa senhorinha acumuladora!
      Minha vó tem coisas guardadas da época da minha tatataravó, e não são coisas usáveis ou lembranças. São mesas caindo os pedaços e coisas que realmente nunca mais ninguém vai usar!

      Obrigada por querer acompanhar minha jornada, o apoio de pessoas que admiro (como você) é sempre essencial ♥ infelizmente muita informação é divulgada de forma imprecisa ou é mal interpretada, eu mesmo achava que minimalismo era só um movimento estético, até ler alguns blogs como o teoria criativa e o meu diário minimalista.
      Passa um ar de UOU nada que li faz sentido

      Amo descobrir coisas novas e me melhorar com isso

      Beijo!

      Excluir
  9. Olá, tudo bom? Apesar de achar o estilo de fotos e decorações bem legais não acho que seja algo que combine comigo, certo? Eu acho super legal essa ideia de desapegar das coisas que eu provavelmente não uso (nas roupas e sapatos eu doou tudo que não uso), mas em lances de papeis, objetos de decoração, sei lá, qualquer coisa assim, me trás lembranças, entende?
    Mds, que dor no coração, dos livros eu não abandonos, normalmente eu troco por outros livros no bazar do livro, mas eu sou muito apegada a essas coisas, sabe? skdjdjd
    Eu me considero colecionadoras, sabe? Amo mexer em coisas velhas, amo ir em lugares velhos cheios de caixas para mexer. Eu gosto.KJJjd
    Me sinto bem com isso tudo e tenho certeza que você também está assim, que bom que está aderindo a coisas novas!

    Sessão Proibida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Luni! Tudo bem comigo e com você?
      Apesar de ter o mesmo nome o estilo de decoração e fotos não é sobre o que estou falando aqui hoje. O minimalismo em questão é mais o do desapego, o de não ter mais do que você precisa, e mais do que isso: usar as coisas que você tem!
      Eu entendo muito o seu lance dos papeis, e se você acha que precisa deles para viver, acho que você pode arrumar uma maneira de guarda-las de forma organizada.
      O principal lance do minimalismo é não juntar tralha, mas vejamos, o que é tralha pra mim, pode não ser para você, certo? Ou seja, você não precisa de se desfazer das suas amadas coisas para ter uma atitude minimalista.
      Acho que o minimalismo parte mais de se desfazer do pensamento do "um dia vou usar essa roupa", ou "um dia vou usar isso" mas a coisa em questão está guardada a muito tempo E VOCÊ NÃO VAI USÁ-LA como nunca usou. Por exemplo: amo botas country, elas claramente não são minimalistas (estéticamente falando), mas eu mantenho elas no meu armário porque sempre as uso, ou seja: para mim não é uma tralha, mas para uma pessoa que só as tem por "algum dia vou precisar" para essa pessoa ela é uma tralha!
      Espero ter explicado bem!
      Não abandonei meus livros! Nunca faria isso, comprei um Kindle para ler mais, e sim, vendi alguns livros, MAS os meus preferidos estão guardadinhos <3

      Acho que o importante da vida é nós sermos felizes e respeitarmos o próximo!
      Se você é feliz sendo uma acumuladora, deve continuar assim! São essas pequenas coisas que nos fazem diferentes dos outros, e maravilhosos!

      Um beijo ♥

      Excluir
  10. Que delícia ver meu blog indicado aqui! <3
    Obrigada!! Olha, eu estou tentando melhorar um pouco a cada dia, e acho que me faz muito bem essa coisa de desapegar e usar apenas o que mais amo, sabe? Estou fazendo isso com minhas roupas e em casa também. Essa sensação de ter poucas coisas me traz bastante leveza. E é bem isso: não uso há 6 meses, provavelmente não irei usar mais (a não ser que seja alguma roupa que tem valor sentimental, ou de festa, que geralmente não uso muito, aí eu guardo). Não sei se é só uma fase, mas acho que com isso descubro a cada dia o que me deixa mais feliz. Se pudesse resumir tudo isso em uma frase seria: "guarde e use apenas o que você ama".
    Beijos!

    www.simpleness.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada!! <3
      Também penso assim, em casa é um pouco complicado, pois moro com minha família e eles são bem acumuladores... mas pelo menos faço a minha parte né?

      concordo totalmente com você, o que você ama é o principal ♥]
      beijos!

      Excluir

Back to Top